Criança indígena é estuprada em MS

9

Crime aconteceu na noite de domingo (5), em Dourados, sul do estado. Três suspeitos foram capturados. Quatro ainda estão foragidos, diz polícia.


 inidofdp

Um caso bárbaro foi registrado ontem na Deam (Delegacia de Atendimento à Mulher) de Dourados. Uma menina indígena de apenas nove anos de idade foi estuprada por sete homens na madrugada de segunda-feira, 6. O caso teria acontecido em uma casa em construção na aldeia Bororó, onde a menina foi abandonada após sofrer a violência.

No grupo que atacou a criança, de acordo com a polícia, estariam homens e adolescentes, alguns deles inclusive parentes da vítima. A menina foi encontrada pela mãe que acionou uma agente de saúde da Reserva. A criança foi socorrida e levada para o HU (Hospital Universitário), onde permanece internada em estado gravíssimo na ala pediátrica.

Ainda ontem, durante a tarde, a delegada titular da Deam, Rozeli Dolor Galego, deteve três acusados, um de 23 e outro de 19 anos e um adolescente de 13 anos. O trio foi detido com o apoio de lideranças da aldeia e também de agentes da Força Nacional. Nenhum dos dois maiores de idade presos teve a identidade revelada pela polícia ainda.

Os três foram encaminhados para o 1º Distrito Policial, onde vão permanecer aguardando transferência para a Phac (Penitenciária de Segurança Máxima Harry Amorim Costa) e Unei (Unidade Educacional de Internação) Laranja Doce, respectivamente.

A polícia permanece em diligências para identificar e prender os demais acusados de praticar o estupro contra a criança. Conforme informações da Polícia Civil em Dourados, este é o 11º caso de estupro registrado na Reserva Indígena somente este ano, no período de janeiro a setembro. No mesmo período do ano passado, foram seis casos na Reserva.

Mais um caso

Em julho deste ano, também na aldeia Bororó, quatro adolescentes e um homem de 28 anos, todos moradores na Reserva, foram detidos após estuprar e assassinar uma adolescente de 14 anos, identificada como Michele Gonçalves Montanha (confira matéria clicando aqui).

O corpo dela foi encontrado no interior de uma plantação de milho. Conforme relato dos próprios acusados à polícia na época, o grupo retornava de uma festa na região, quando encontraram com a menina. Um dos adolescentes teria conversado e tentado manter relação sexual com a vítima.

Diante da negativa, o rapaz a levou para o meio da plantação e a estuprou. Em seguida, os companheiros fizeram o mesmo e mantiveram relação forçada com a indígena. Após o ato, resolveram matar a garota com medo de serem descobertos.

http://www.douradosnews.com.br/dourados/menina-de-9-anos-e-estuprada-por-7-homens-na-aldeia-bororo

AUTOR

Atini Voz pela Vida

É uma organização sem fins lucrativos, sediada em Brasília – DF, reconhecida internacionalmente por sua atuação pioneira na defesa do direito das crianças indígenas.

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This Campaign has ended. No more pledges can be made.