É uma organização sem fins lucrativos, sediada em Brasília – DF, reconhecida internacionalmente por sua atuação pioneira na defesa do direito das crianças indígenas.

A Atini é formada por líderes indígenas, antropólogos, lingüistas, advogados, religiosos, políticos e educadores, e nutre profundo respeito pelas culturas indígenas.

Somos índios, somos cidadãos brasileiros! Vivendo na cidade ou na aldeia, não abandonamos as riquezas de nossas culturas, mas julgamos que somos plenamente capazes de distinguir entre o que é bom e o que é danoso à vida e a cultura indígena.

Edson Bakairi

Lider Indígena e Professor licencidado em História pela UNEMAT, MS

Quebrando o Silêncio

Premiado documentário da indígena, jornalista, cineasta e atual Secretária Nacional de Políticas de Promoção da Igualdade Racial do Governo Federal, Sandra Terena,  é resultado de mais de dois anos de entrevistas em diversas regiões do país, como o Alto Xingu, por exemplo.

Sem  fazer julgamento de valores sobre as práticas nas culturas indígenas, “QUEBRANDO O SILÊNCIO se propôs a escutar e a registrar as manifestações de indígenas que sentiram na pele o sofrimento causado pelo infanticídio e, por isso desejam ser ouvidos.

O documentário reúne relatos de parentes de vítimas,  agressores e de sobreviventes. São ouvidos, ainda, antropólogos, advogados, religiosos, indigenistas e educadores.

OUTRAS VOZES

Sobreviventes Indígenas Desmentem Folha de São Paulo

O Núcleo de jornalismo investigativo do Agora Paraná encontrou a jovem Kanhu Kamayurá, de 19 anos. Ela é uma das dezenas de sobreviventes do infanticídio que recebeu ajuda da ONG Atini, organização que foi acusada de incitar ódio a indígenas em ação que corre em segredo de justiça por envolver menores de idade, e publicada na versão impressa do jornal Folha de São Paulo deste sábado.

ler mais

Nota de Esclarecimento

A ATINI – Voz pela Vida, vem a público, por meio de nota, esclarecer informações veiculadas na mídia, nos últimos dias, que envolvem a entidade e o nome da futura Ministra dos Direitos Humanos, Damares Alves. Informamos que a advogada participou da fundação da...

ler mais

Nota Referente ao caso em Canarana-MT.

Sobre a situação da bebê indígena enterrada viva em Canarana-MT A ATINI – Voz pela Vida vem a público manifestar-se em relação ao caso da bebê indígena enterrada viva, no último dia 05, em Canarana-MT, e expressar sua preocupação com relação à prisão preventiva da...

ler mais

10 anos depois

Há exatamente 10 anos atrás tivemos que tomar uma das decisões mais difíceis de nossas vidas. Uma decisão que mudou completamente o rumo da nossa história como família. Uma decisão que afetou uma nação. Dez anos depois observo, de muito longe, o Brasil debater a...

ler mais

HAKANI – O que é e o que não é real

Os esforços na prevenção do infanticídio realizados pelo Projeto Hakani permanecem sob ataque de ativistas da Survival International. Como resultado prático dos esforços desse projeto, um número sem precedentes de grupos indígenas têm se mobilizado para discutir...

ler mais

HAKANI, Uma menina chamada sorriso

Hakani nasceu em 1995, filha de uma índia suruwaha. Seu nome significa sorriso e seu rosto estava sempre iluminado por um sorriso radiante e contagioso. Nos primeiros dois anos de sua vida ela não se desenvolveu como as outras crianças – não aprendeu a andar nem a...

ler mais

SEJA UMA VOZ

Junte-se a nós na luta pela defesa das Crianças Indígenas do Brasil.Assine nossa Newsletter e fique informado das nossas notícias, trabalhos, e oportunidades de voluntariado.

Seja também um parceiro da ATINI.
Use o Link no rodapé para fazer uma doação de qualquer valor. Com sua ajuda, amplificaremos ainda mais as vozes das Crianças do Brasil