10 anos depois

Há exatamente 10 anos atrás tivemos que tomar uma das decisões mais difíceis de nossas vidas. Uma decisão que mudou completamente o rumo da nossa história como família. Uma decisão que afetou uma nação. Dez anos depois observo, de muito longe, o Brasil debater a...

ler mais

HAKANI, Uma menina chamada sorriso

Hakani nasceu em 1995, filha de uma índia suruwaha. Seu nome significa sorriso e seu rosto estava sempre iluminado por um sorriso radiante e contagioso. Nos primeiros dois anos de sua vida ela não se desenvolveu como as outras crianças – não aprendeu a andar nem a...

ler mais

ATINI SOU EU

Depoimento de um voluntário: "Passamos nossa vida lutando por aquilo que acreditamos ser correto, porém  hoje entendo que existem causas e CAUSAS. Um exemplo de uma causa que vale a pena é a causa da ATINI, que luta para dar voz aos indígenas que escolheram a...

ler mais

MARINA SILVA, POTIRA E OS MILAGRES AMAZÔNICOS

Esta é uma daqueles cenas que a gente custa a apagar da memória. No meio de uma conferência importante, de gente grande, eis que uma menininha linda e despachada se aproxima da ilustre preletora. Com toda desenvoltura entrega-lhe um colar indígena, tasca-lhe um beijo...

ler mais

Minha Filha Se Chama Sorriso

Eu estava na aldeia quando ela nasceu. Eu, uma lingüista carioca tentando analisar o sistema gramatical de uma língua desconhecida, e ao mesmo tempo tentando sobreviver no meio de uma tribo remota do Amazonas. Meu marido, um lingüista descendente de japonês com dotes...

ler mais

Sobre o direito à família

Criança indígena não tem direito à família? Existe entre nós um universo de crianças que não merecem ter uma família? Será que o bom senso que rege os direitos fundamentais de todas as crianças brasileiras, deva estar ausente para as crianças indígenas? A constituição...

ler mais

INFANTICÍDIO NA FLORESTA

“Ora, se os indígenas não possuem recursos para tratar da saúde, para enfrentar e prevenir os desafios da selva, além de outras circunstâncias inerentes ao seu modus vivendi, cabe ao Estado ampará-los e não deixá-los ao abandono. A conduta deliberada em tirar a vida de recém-nascidos e infantes, não importando os motivos, contraria os direitos humanos.”

ler mais

O SORRISO DE HAKANI

Menina suruarrá vive seu dia de fama na escola onde estuda e fascina colegas e professores. Ela tenta esquecer os horrores que enfrentou na tribo, mas deseja rever o único irmão, que a salvou MARCELO ABREU DA EQUIPE DO CORREIO Ela acordou bem cedo, como de costume. Na...

ler mais

A segunda vida de Hakani

Índia suruarrá rejeitada pela família escapa da morte com ajuda de missionários e ganha um novo lar MARCELO ABREU DA EQUIPE DO CORREIO Nas olimpíadas da escola — onde estuda desde abril do ano passado —, ela brinca, joga queimada e adora corrida. Dá nó em pingo...

ler mais

A decepção de Tiuhawi Suruwaha

A ABSURDA HISTÓRIA DE COMO UMA LEI DE PROTEÇÃO AOS MAIS FRACOS TRANSFORMOU-SE NUM INSTRUMENTO DE OPRESSÃO E ABUSO DE PODER Tiuhawi escapou da morte assim que nasceu. Filho de uma viúva, sem pai conhecido, não teria direito à vida se tivesse nascido menina. Mas como...

ler mais

Iganani

Iganani tinha dois motivos para ser condenada à morte por sua comunidade. Em primeiro lugar, era filha de uma viúva, e ninguém sabia quem era o pai. Em segundo lugar, ao começar a crescer, foi se tornando evidente que sofria de algum tipo de deficiência. Ela não...

ler mais

Bianca

Bianca Maitá é uma menina Yanomami que perdeu a mãe logo ao nascer. O pai não conseguia cuidar dela, e as coisas só pioraram quando o povo começou a perceber que ela tinha problemas de saúde e precisava de tratamento. Foi diagnosticado hipotireodismo, mas ela ficou...

ler mais

Hakani

Hakani ficou órfã quando tinha dois anos de idade. Por não se desenvolver como as outras crianças, ela foi alvo do desprezo e do preconceito de seu povo. Sobreviveu por alguns anos sem assistência alguma, sem que ninguém cuidasse dela. Quando finalmente foi entrege a...

ler mais

Ética e relativismo cultural

Ética e relativismo cultural Harry Gensler John Carroll University, Cleveland, USA Relativismo Cultural (RC): "Bem" significa "socialmente aprovado." Escolhe os teus princípios morais segundo aquilo que a tua sociedade aprova. O relativismo cultural (RC) defende que o...

ler mais

A máquina de fazer doido continua ótima!

Ontem, dia 25/09, assisti a reportagem do Fantástico sobre a ação dos missionários da Jocum trazerem índios zuruahá para tratamento médico em SP: uma mistureba de sensacionalismo e passionalidade. Nada muito diferente do que eles fazem sempre. É sina de jornalismo...

ler mais